Ano de 2019 será determinante para o crescimento da próxima década, destacou o economista Fernando Marchet no Almoço Empresarial da ACIS

6/12/2018 18:21

De Secretaria ACIS

Sem Comentários


As perspectivas e projeções econômicas em relação ao Estado e ao País pós-eleições estiveram na pauta do Almoço Empresarial da Associação Comercial Industrial e de Serviços (ACIS) de Sapucaia do Sul no dia 5 de dezembro, tendo como palestrante o economista Fernando Marchet, que comandou o Banco Sicredi e atualmente é vice-presidente da divisão de Economia da Federasul. Marchet apresentou gráficos e destacou que o Brasil está se recuperando na geração de empregos, mas acredita que a recuperação do emprego será lenta do País, pois na crise cai a produtividade, ocorrendo demissões, com as empresas aprendendo a organizar funções com menos empregados. “Mas vejo as pessoas empregadas, e com o dinheiro que elas ganham, a massa salarial com o dinheiro girando de mão em mão, e mais o acesso ao crédito, já que os bancos estão desobstruindo estes acessos, cria-se um potencial interessante, desde que não haja elevação na inflação”, destacou.

CRESCIMENTO – Marchet declara que o presidente eleito segue alinhado com as promessas de campanha, e seguindo a mesma agenda liberal em relação aos apoios, nomeações e ajustes em ministérios. Desta forma, a inflação ficará dentro da meta, de 4%, ficando sob controle, com uma taxa de juros baixa. Mas o Governo sabe o que precisa ser feito. “A Reforma da Previdência precisa ser rápida, para controlar gastos. Com este cenário, dá para projetar para 2019, um crescimento de 2,8% de crescimento, sendo de 2,5% para os próximos anos. “O presidente precisa conseguir emplacar a Reforma da Previdência e um plano de concessões e privatizações bem feito. A União necessita da iniciativa privada, para injetar recursos e uma estrutura jurídica bem firme. Com estas ações, num período de 6 meses a um ano, poderemos ter um crescimento de até 4 % e que garanta uma década de crescimento. Por isto é determinante o ano de 2019”, declarou Marchet.

 

“Porém o inverso também é verdadeiro. Se não for feito nada, o crescimento será baixo, de cerca de 1,5%. Terá o país se arrastando, não resolvendo os problemas dos negócios e da população desempregada”, acrescentou o palestrante. De acordo com o presidente da ACIS Douglas Santin, o público presente no almoço teve a oportunidade de acompanhar as perspectivas e projeções econômicas de um profissional referência na área, em relação a um tema que aflige toda classe empresarial. O Almoço Empresarial contou com os patrocínios das seguintes empresas: Vila Rica Imóveis, Postos Le Mans, CIEE/RS, Chico Imóveis, JR Auto Peças, OAB Sapucaia do Sul e Casa Pedra Marmoraria.



Sapucaia, 23 de Agosto de 2019

° C

km/h VENTO M�X

Previsão para os próximos dias

Informações meteorológicas fornecidas pelo Google Weather e sujeitas a disponibilidade do seu serviço.